. .

ESPORTES

Seleção encara teste de fogo, contra a Inglaterra em Wembley

Após a vitória sobre o Japão, a Seleção Brasileira volta a campo nesta terça-feira (14), ás 18h,  contra a Inglaterra, em Wembley. Este será o último amistoso do Brasil no ano e o técnico Tite, ao contrário do jogo passado, vai utilizar os titulares.

Se contra o nipônicos, Tite preferiu fazer alguns testes, contra a Inglaterra, o treinador adiantou que vai levar a campo o que considera sua formação ideal no momento. Recuperado de lesão, o meia Phillippe Coutinho está confirmado.

Tite exaltou o fato de poder atuar em Wembley, mas espera uma partida com menos espaço do que foi contra o Japão.

“O Japão tem mais velocidade e a Inglaterra é mais técnica e física. Muda também o cenário, por se jogar em Wembley, um dos templos do futebol, como é o Maracanã. Sua capacidade de concentração tem que ser muito alta. Trabalho para ter o futebol do desempenho, inclusive o meu, que seja bom”, disse.

Um dos mais experientes da Seleção, o lateral direito Dani Alves foi outro a elogiar o adversário desta terça-feira.

“A gente respeita a história da seleção que a gente enfrenta. Quando vamos enfrentar os adversários, não respeitamos apenas os nomes, e sim a história. Independentemente dos nomes que vão estar em campo, a seleção inglesa é digna de respeito, pela história que tem no futebol”, declarou.

Pelo lado da Inglaterra, o técnico Gareth Southgate teve uma série de problemas antes dos amistosos contra Brasil e Alemanha. Foram sete cortes antes do duelo contra os alemães, que terminou empatado sem gols na última sexta-feira. Por conta disso, a tendência é a que o comandante opte por manter a formação contra os brasileiros.

Após o último treino da Seleção Brasileira antes de sua última exibição no ano, contra a Inglaterra, nesta terça-feira, às 18h00 (horário de Brasília), o lateral Daniel Alves, capitão de uma partida pela terceira vez sob o comando de Tite, voltou a elogiar o atacante do Manchester City, Gabriel Jesus, colocando o jogador no mesmo patamar de Ronaldo Fenômeno e o elegendo como um dos melhores do mundo.

“Volto a insistir: pressão para quem vem de onde o Gabriel Jesus veio e superou, não existe. Ele faz o que ama, o que gosta. Quando falei que, para mim, ele é o novo Ronaldo, não estava brincando. Sigo pensando a mesma coisa. Eles têm qualidade e vontade similares. Vai ser um dos grandes jogadores do futebol, já é um dos melhores do mundo”, analisou o lateral.

(0)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
selecao-encara-teste-de-fogo-contra-inglaterra-em-wembley

ABOUT THE AUTHOR

Valmir Araújo - Graduado em Comunicação e Ciências Pedagógicas

Desenvolvido por Valmir Araújo